Medicina Interna fora do contexto hospitalar

Medicina Interna fora do contexto hospitalar

A Medicina Interna cada vez mais tem um papel que se expande além do trabalho desenvolvido no hospital. Esta temática foi abordada numa sessão no 29.º Congresso Nacional de Medicina Interna e contou com a moderação da Dr.ª Francisca Delerue. Veja a entrevista à médica do Hospital Garcia de Orta.

Vídeo

"Com o envelhecimento da população surgem cada vez mais doentes e consequentemente cada vez mais internamentos, o que causa uma sobrelotação dos serviços do hospital. Neste sentido, tem de ser realizado um trabalho para retirar doentes do hospital", contextualiza a Dr.ª Francisca Delerue.

Considera que o trabalho do internista no futuro deve também passar pela hospitalização domiciliária, em que o doente fica internado na sua casa e, no caso dos Cuidados Paliativos, ser permitido ao doente falecer em casa, junto da sua família, o que se traduz num fim de vida mais confortável e digno. A juntar a estas circunstâncias existem ainda os doentes crónicos complexos, onde já existe uma aposta em unidades específicas para o seu acompanhamento e gestão, e que deve ser incentivada a sua continuidade.

Sobre o principal desafio nesta matéria, a Dr.ª Francisca Delerue aponta: "A principal dificuldade é tirar os médicos do hospital, da sua zona de conforto. Porque depois os profissionais que se dedicam a estes projetos sentem a gratidão dos doentes e das suas famílias e observam verdadeiras mais-valias".

sábado, 06 maio 2023 09:18
Atualidade